A question of syllable structure: contextual acquisition of English /p/ and /k/ in a laboratory setting

  • Paul John Université du Québec à Trois-Rivières
  • Walcir Cardoso Concordia University
Palavras-chave: aquisição fonológica de L2, estrutura silábica, epêntese vocálica

Resumo

Utilizando-se de um tratamento experimental, este estudo investiga a aquisição das oclusivas /p k/ por aprendizes de inglês, falantes nativos de português brasileiro (PB), em três contextos: em posição medial de palavra antes de (1) /t/ ou (2) /n/ e (3) em posição final de palavra. Como o PB permite apenas /S r l N/ nessas posições, os aprendizes tendem a recorrer à epêntese da vogal /i/ (e.g., cha[pi]ter, te[ki]nique, magi[ki]). Enquanto /p k/ claramente se comportam como onsets silábicos depois de /i/ epentético, não há consenso sobre sua afiliação silábica nos contextos-alvo. Podem-se elencar três visões distintas sobre o fato. De acordo com modelos fonológicos ortodoxos, /p k/ se comportam como codas em todos os três contextos. Por outro lado, pela Fonologia de Governo, /p k/ são codas apenas em posição medial de palavra antes de /t/. Nos outros dois contextos, eles ocupam a posição de onset dos núcleos vazios. Finalmente, o modelo CV Estrito propõe que /p k/ em todos os três casos sejam onsets dos núcleos vazios. Numa pesquisa anterior, afirmamos que /p k/ são adquiridos de modo diferente em posição medial antes de /t/ e em posição final, sendo este último um contexto mais desafiador. Este achado fornece subsídios para o argumento da Fonologia de Governo segundo o qual /p k/ instanciam uma silabificação diferente nos dois contextos e, portanto, constituem um desafio distinto no processo de aprendizagem. Para explorar melhor esta questão, incluímos aqui o contexto /p k/ em posição medial de palavra, antes de /n/. Um conjunto de tarefas de aprendizado de logatomas e testes de pré e pós-produção determinam que este contexto se molda a consoantes finais de palavra, como prevê a Fonologia de Governo. Resultados de testes estatísticos corroboram essa previsão.

Publicado
2016-12-30
Como Citar
JOHN, P.; CARDOSO, W. A question of syllable structure: contextual acquisition of English /p/ and /k/ in a laboratory setting. Gradus - Revista Brasileira de Fonologia de Laboratório, v. 1, n. 1, p. 126-144, 30 dez. 2016.
Seção
Artigos