Efeitos do início da exposição linguística na consciência fonológica da Libras (L1) em crianças e adolescentes surdos

  • Carina Rebello Cruz Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ingrid Finger Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ana Beatriz Arêas da Luz Fontes Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: consciência fonológica em Libras, surdos, efeitos do início da aquisição

Resumo

O presente estudo verificou o nível de consciência fonológica na Libras em crianças e adolescentes surdos bilíngues Libras/Português, com faixa etária entre 9 e 14 anos, com início da exposição à Libras, primeira língua, entre 0-4 anos de idade e após 4 anos de idade (precoce e tardia). A investigação foi conduzida por meio de um Teste de Consciência Fonológica da Libras (TCF-Libras) que contemplou os parâmetros configuração de mão (CM), locação/ponto de articulação (L) e movimento (M). O TCF-Libras foi apresentado em um computador com o software E-Prime, que registrou as respostas dos participantes (percentual de erro e tempo de resposta) no julgamento dos parâmetros CM, L e M. Os resultados revelaram efeitos positivos da aquisição precoce na consciência fonológica da Libras, corroborando com estudos anteriores sobre efeitos do início da aquisição da linguagem, em diferentes níveis linguísticos. Os achados reforçam a importância de as crianças surdas serem expostas à Libras desde o nascimento ou o mais cedo possível, o que permite o acesso completo de informações linguísticas, visando garantir o processo de aquisição da linguagem em período análogo às crianças ouvintes, e impedir a instalação de atraso linguístico e/ou comprometimentos futuros no desenvolvimento.

Publicado
2017-12-31
Como Citar
CRUZ, C.; FINGER, I.; FONTES, A. B. Efeitos do início da exposição linguística na consciência fonológica da Libras (L1) em crianças e adolescentes surdos. Gradus - Revista Brasileira de Fonologia de Laboratório, v. 2, n. 1, p. 30-51, 31 dez. 2017.
Seção
Artigos