Alongamento em fronteira de frase entoacional no Português do Brasil

Evidências a partir de um design experimental

Autores

  • Geovana Soncin Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.47627/gradus.v3i1.119

Palavras-chave:

fronteira prosódica, entoação, duração

Resumo

Este artigo investiga o fenômeno do alongamento pré-fronteira em dados do Português Brasileiro. Para tanto, apresenta um experimento de produção delineado para verificar a ocorrência do fenômeno a partir de sentenças em contraste, caracterizadas pela mesma cadeia segmental, mas por fraseamentos prosódicos diferentes. A fronteira de frase entoacional foi eleita para o presente estudo, uma vez que se trata de uma fronteira mais robusta no interior da hierarquia prosódica e, por consequência, porque apresenta a tendência de carregar mais pistas fonéticas para sua demarcação. Não obstante, a referida fronteira foi também selecionada pela sua relevância no fraseamento prosódico e por seu consequente papel de importância no processamento da fala. Como principal resultado, o estudo apresenta amparo estatístico que permite afirmar a ocorrência do alongamento pré-fronteira nos dados analisados, resultado que é contrastado com achados anteriores para o Português. Com os resultados apresentados, o presente artigo propõe uma breve discussão sobre o papel desempenhado pelo método na análise de dados linguísticos, especialmente na área de fonética e fonologia.

Downloads

Publicado

2018-07-31

Como Citar

SONCIN, G. Alongamento em fronteira de frase entoacional no Português do Brasil: Evidências a partir de um design experimental. Gradus - Revista Brasileira de Fonologia de Laboratório, Curitiba, v. 3, n. 1, p. 64-80, 2018. DOI: 10.47627/gradus.v3i1.119. Disponível em: https://gradusjournal.com/index.php/gradus/article/view/119. Acesso em: 19 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos