Lenição gradiente do tepe intervocálico

Autores

  • Wellington Araujo Mendes Junior Universidade Federal de Minas Gerais
  • Thaïs Cristófaro Alves da Silva Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

tepe intervocálico, lenição, gradiência, Teoria de Exemplares

Resumo

Este artigo analisa a lenição do tepe intervocálico em diversos estados do Brasil, buscando avaliar, acusticamente, a natureza gradiente ou abrupta do fenômeno. Adicionalmente, o artigo avalia o impacto da lenição do tepe intervocálico para as representações mentais. Observou-se que a lenição deste segmento ocorre entre falantes dos 12 estados do Brasil que foram analisados, evidenciando a lenição do tepe intervocálico como um fenômeno emergente e recorrente no Português Brasileiro. Quanto à implementação gradual ou abrupta da lenição do tepe, os resultados indicaram pela adequação da implementação gradiente. Resultados indicaram que a lenição implica em perda temporal gradual na palavra. Quanto ao impacto da lenição do tepe intervocálico para as representações mentais, evidências foram apresentadas para a relevância do detalhe fonético na implementação da lenição, corroborando princípios da Teoria de Exemplares.

Publicado

2018-12-31

Como Citar

MENDES JUNIOR, W. A.; SILVA, T. C. A. DA. Lenição gradiente do tepe intervocálico. Gradus - Revista Brasileira de Fonologia de Laboratório, v. 3, n. 2, p. 14-31, 31 dez. 2018.

Edição

Seção

Artigos