Voltar aos Detalhes do Artigo Os efeitos das relações fonológicas sobre a percepção das fricativas sibilantes não-vozeadas do português brasileiro Baixar Baixar PDF